Carros Blindados Manutenção de Carros Veículos

Vidros Blindados Delaminados – Dicas Importantes

Vidros Blindados Delaminados – Dicas Importantes

Resultado de imagem

Começamos a semana com mais um Cliente consultando sobre a recuperação de seu vidro blindado. O que começou como uma solução econômica e rápida, praticada pelas reparadoras “paralelas”, acabou por tornar-se uma prática comum mesmo entre os grandes fabricantes de vidros de carros blindados, quando suas peças, em garantia, passam a apresentar pontos de delaminação.

A delaminação nada mais é que o descolamento entre as camadas que compõe o vidro blindados, principalmente do policarbonato. O processo de reautoclavagem envolve colocar esse vidro numa enorme panela de pressão, fazendo com que as camadas que antes estavam soltas, voltem a unir-se.

O procedimento não permite o controle de matéria-prima e cada prestador utiliza sua receita. Em suma, é um trabalho tão preciso quanto o vôo da borboleta.

Encontra-se no mercado de manutenção todo tipo de solução com garantia. Há casos em que a garantia é até maior que do vidro novo. Isso é tecnicamente possível? Evidentemente que não.

Ainda, quando o vidro é exposto a temperatura e pressão pode, conforme condição da sua estrutura cristalina, trincar. Esse problema afeta muitos vidros e não é possível mensurar ou prever.

Assim, muitos que realizam o serviço de recuperação não oferecem garantias de reposição.

Aí surge a dúvida: recuperar ou trocar por novo para seu carro blindado?

Minha sugestão vai de acordo com a finalidade que o Cliente vai dar ao veículo. Se sua intenção é ficar por um período de pelo menos 2 anos, sugiro a troca pelo vidro novo.

Se o veículo acabou de ser comprado e o Cliente está naquela vontade de arrumar tudo e não tem muitos recursos, tente o processo de recuperação. E, se a vontade for de vender, entregue como está o veículo, pois o risco da recuperação ou o custo da substituição por novo acabará por conta do comprador, fazendo constar que o veículo está sendo entregue na condição atual.

E mais, cuidado com as tais “garantias de recuperação”, pois não há de fato seguro para esse tipo de atividade.

O que ocorre é que o próprio prestador acaba por fabricar, ou até mesmo por repor, o que quebrou.

Algumas vezes por um vidro que até desconhece-se a origem e portanto a sua garantia balística.

Esteja atento e qualquer dúvida ou sugestão envie para o email : atendimento@unicodono.com.br

 

Por Unicodono.com.br

  

Digite Abaixo um Veículo para PESQUISAR

Custom Search

Inscreva-se Para Receber Nossas Novidades Automotivas

E-mail:

Siga-nos no Facebook